Hunabku

No limiar das águas que pairavam e se movimentavam devagar ao nível dos meus olhos, ora dentro, ora fora da água… 

Sentindo a vibração de um disco central solar da Terra imerso no Lago Titicaca – Cordilheira dos Andes. Onde já estive em corpo físico, mas desta vez apenas em sonho.

De repente eu estava misturada naquelas águas de forma fluída, em forma de água também. A sensação é inexplicável… sentir minha presença, mas sentir a presença do todo – água.

Num mergulho senti esse disco solar submerso preso, com uma sombra escura abaixo dele, como se fossem algas que o impediam o movimento de giro. Me infiltrei ali embaixo na intenção de liberá-lo… rodei, rodei…

Após isso acima dele emanei a intenção da frase: “Ay hum Unabku evan maia e ma ho”, usei isso como um mantra e me movimentei nas bordas até que a frequência desse disco fosse tão uniforme, que eu não a percebesse, (quando estamos no centro de um roda moinho não percebemos o seu giro’

No centro do disco, quando me apercebi, segui em espiral além do limiar das águas e para além da crosta, lançada diretamente ao Sol Central da galáxia.

Fui e voltei muitas vezes, como se auxiliasse a reatar a energia do Sol Central com esse disco solar da Terra.

Despertei com esta frase reverberando um amor imenso ao nosso Planeta:

AY HUM HUNABKU EVAN MAIA E MA HO!!!

 

Sophia Chirstou

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: