É Lá

abril 26, 2012 at 9:32 pm (Hinos, Natureza Mãe)


Hino de Denise Beltran
na voz de Denise Beltran e Nei Zigma

Este hino muito me inspirou a sair voando e a mergulhar pelas minhas buscas,
Na ânsia do desconhecido que sabia conhecer, mas não conseguia me recordar…
Era a lembrança que vinha apenas no coração e não na memória
De quando se quer entender com a mente…

Mas só no silêncio podemos abarcar… esse desconhecido em consciência
Voltar a sentir a completude
E não precisar mais de palavras, pois o entendimento cala fundo na alma

Parti, em busca da floresta sem perceber que o sagrado verde habita na saúde de meu corpo sã
Parti, em busca do azul sem poluição, do céu pintado de estrelas na beira de um rio na Amazônia
Mas azul são os olhos da alma da amada natureza feminina em mim
Parti, em busca do ouro que nos faz entender e acordar
Mas de dourado me visto ao reconhecer num outro Eu minha própria essência…

Voltei

Aqui estou
No presente do Lá que hoje sinto como Aqui, mesmo quando tenho a certeza de Lá estar…
Do outro lado da tela, unida ao que nunca deixei de Ser!

Amor!

Sophia Christou

Link permanente 2 Comentários

Eu te dou

maio 12, 2011 at 9:09 pm (Hinos)

 

 

Eu te dou, eu te dou
é com carinho e com amor.

Quem mandou, quem mandou,
foi a divina luz de amor.

Eu te digo para ti
e para aos outros tu dizer.

Quem estiver dormindo acorde
que o tempo já chegou,
aquele que ficar dormindo
fica sem ter a luz de amor.

Germano Guilherme

Link permanente Deixe um comentário

Mar

maio 9, 2011 at 8:18 pm (Hinos, Outros)

Vi chegar do mar
Onda que vai
Pra longe levar
E lá me lembrar
De onde vim
Pra onde eu vou

Ah luz dessa estrela
Carinho tão doce
Na água a brincar
A me transformar
Em céu
Em vento
E mar

Gustavo Martini

Link permanente Deixe um comentário

Passagem

fevereiro 15, 2011 at 7:37 am (Hinos, Outros)

 

No limiar entre Luz e Ilusão

Passar o Portal
E renascer
O Todo é Santo
Sentir é o Ver

E no vazio Vida me inunda

O céu se abre
Terra também
E ao convite
Eu dito Amém

A negra noite, o claro dia

Ciclos sem fim
Vida a viver
Ser a sorrir
Eterno Ser

Brilhar a Estrela lá no alto do céu

A Perfeição
E a Pureza
A Alegria
Tanta Beleza

Gustavo De Martini

Link permanente Deixe um comentário

Iluminai

novembro 28, 2010 at 8:03 pm (Hinos, Outros)

 

 

Oh! Senhor iluminai, iluminai, iluminai

Me eleva nas alturas, nas alturas, nas alturas

Para eu ver brilho celeste, brilho celeste, brilho celestial

Para eu saber me orientar, me orientar, me orientar

Sou Um Contigo Divina Luz, Divina Luz, Divina Luz

É um primor, paz e firmeza, é um primor de realeza!!!

Prem Baba

 

Link permanente Deixe um comentário

Recado da Mãe Divina

novembro 17, 2010 at 10:04 pm (Hinos, Outros)

Recado da Mãe Divina

Vem surgindo um novo tempo
Traz glórias do divino
Mais puros e atentos
Nos tornamos canais do infinito

Mãe Divina eu quero ser
Um filho realizado
E é perante o seu poder
Que me entrego pra ser libertado

Como um rio que corre para o mar
Correntezas carregam o medo
Confiança para atravessar
A fronteira do eu derradeiro

Não há desculpas para se escorar
Já foi dito: a hora esta!
O tempo é de se integrar
Abraçando o que ainda resta

Estou morrendo para o passado
E nem anseio pelo futuro
Minha coroa tem brilho dourado
Provo o néctar do amor maduro

Chandra Lacombe

“Este que é o Great Hits entre os belos Hinos do Chandra Lacombe…
… E que eu não poderia deixar de compartilhar com todos os que passam por aqui e já se encantaram com os verdadeiros poemas ao Divino que são as letras de suas canções new age, oráculos e hinos, isto, porque alguns nem imaginam a delícia que é ouvir ao vivo sua voz e kalimba…
Puro Néctar dos Deuses!!!

_/|\_Namastê Eterno Guru Chandra!!!”

“Dedicado ao feminino que habita cada um de nós, na receptividade da Luz Maior!
Que possamos encontrar através da Mãe, o Pai”

 Sophia Christou

Link permanente Deixe um comentário

Eu canto nas alturas

outubro 31, 2010 at 9:01 pm (Hinos, Outros)

Eu canto nas alturas
A minha voz é retinida
Porque eu sou filho de Deus
E tenho a minha Mãe querida

A minha Mãe que me ensinou
A minha Mãe que me mandou
Eu sou filho de vos
Eu devo ter Amor

Com Amor tudo é verdade
Com Amor tudo é certeza
Eu vivo neste mundo
Sou dono da riqueza

A minha Mãe é a lua cheia
É a estrela que me guia
Estando bem perto de mim
Junto a mim é prenda minha

A riqueza todos tem
Mas é preciso compreender
Não é com fingimento
Todos querem merecer

Mestre Irineu

 

Link permanente 4 Comentários

Estrela Divinal

outubro 29, 2010 at 11:35 pm (Hinos, Outros)

Vi o bem do astral
Que a tudo reluz
Entre o bem e o mal
Aqui viveu Jesus
Agora aqui estamos
Diante desta cruz
Luz do firmamento
Na terra nos conduz

Oh! Meu fundamento
Oh! Flor mimosa do amor
Perdoai mal intento
Se humano ainda eu sou
Não sou bem nem meu
Eu sou o que sou
Sou Estrela Divinal
Sou o rosto do amor

Oh! Estrela Divinal
Mão doce a conduzir
No espaço sideral
Na terra vai luzir

Carioca  (Ronaldo Freitas)

 

Link permanente Deixe um comentário

Divina Cura

outubro 15, 2010 at 9:50 pm (Hinos, Outros)

 

Eu me abro pra Divina Cura
Eu me abro pra transformação
Eu me abro, pois sou filho e digno
De receber esta bênção 

É com imensa alegria
Que me firmo no coração
Posso ver agora o que eu não podia
Compreendendo essa Missão

Essa luminária que vem lá das Alturas
E nos aponta a direção
É Papai e Mamãe com doçura
Dissolvendo a escuridão

Chamo todos os filhos da Seara
Vamos todos nos alinhar
Não esperem receber muitas medalhas
É servir para poder entrar

Penetrando no Reino Encantado
Mas só depois de liberar
As mazelas oriundas do passado
Para lá poder estar

Chandra Lacombe

“Que possamos todos nos permitir à transformação,
trabalhar o desapego, os falsos conceitos de posses, de controles…
Harmonizando matéria e espírito!
E viver conscientemente… Amando e agindo em Amor sem esperar ‘medalhas’.
E que assim possamos penetrar o Reino da Luz e lá nos manter em Presença!”

Sophia Christou

 

Link permanente Deixe um comentário

Chocalho de Folhas

outubro 9, 2010 at 7:07 pm (Hinos)

 

Um cheiro de mata
Que o vento balança
Chocalho de folhas
Que vem nessa dança
Me lança
Me lança
          Perfume de flor

Nas asas tão leves
De um beija-flor
Que leva suas cores
E todo esse amor
Transborda
Transborda
          Orvalho do olhar

É vida brotando
Do vento que faz
Pousar no silêncio
E aí nada mais
Importa
Importa
          Prá mente que trai

Há um cálice aberto
Da noite que traz
A lua no escuro
Do ventre sou mais
Desperta
Desperta
          É vida a pulsar

Na dança de folhas
Que voam do amor
Seguir o caminho
Que o mestre mostrou
Clareza
Clareza
          De luz e de flor

 

Sophia Christou

Link permanente 1 Comentário

Next page »