Origem

abril 24, 2014 at 1:59 pm (Insights, Poemas)

 

berçario de estrelas

Vejo parques e praças passando
Num voo vejo tudo e todos
Em suas rotinas, em suas vidas
A vida acontecendo
A flor desabrochando
As folhas voam secas cobrindo as calçadas
No fim de um ciclo
Os pássaros e animais
As pessoas com seus gorros
Em suas histórias pequenas e incompletas
Sem perceber o cenário integral que compõe
Os enredos são muitos,
Os argumentos tentam convencer
Sem vencer
Apenas passo
Como um transeunte
Atravesso, corto, sigo, não volto
O caminho é outro, sem volta
Apenas sigo em frente
O acesso é livre
As interrupções da sintonia são cortadas
Apenas passo, pelos mundos
E cada um no seu mundo interno
Intercalo em seus vãos
Sem pensamentos, apenas observo
Estou aqui apenas de passagem
Não sou daqui
Meu ser experimenta a vida em matéria
E o ponto de consciência que Sou
Também passa, pelo lindo planetinha azul
Sou daqui e não sou
Sou Luz presa em forma humana
E com os olhos da carne observo
Mas com o calor da alma
Apenas sinto e relembro
Retorno à origem

Sophia Christou

Link permanente Deixe um comentário