O Incontido

novembro 22, 2011 at 8:35 pm (Luz, Poemas)

Quero agradecer mais uma vez!!!

Pela oportunidade de ter sentido a Vida
Pulsando pelo meu peito
Pela conexão que me levou a expandir sem pensamento
Pela certeza que me fez ter de que não apenas eu senti
Pela lembrança de nossa essência
Pela inocência, incoerência do tabulado
Nossa existência em Amor entrelaçado
Mesmo que de um mesmo lado

Gratidão por ser de todos os sóis, o Dourado
E de todos os céus, Todo o Azul

Na direção do Eterno
Em memória do que Somos
Na amplitude do Amor
Além dos lados do tabulado e definido
Pois sem forma e limites

Somos em Um

Sophia Chistou

(Obra de Eduardo Vilela)
Eduardo, seu trabalho com os 22 Arcanos do Tarô, é maravilhoso… e, claro, escolhi o meu preferido o “zero” ou “22” – O Louco ou O Incontido como você tão sabiamente batizou o “fim/início de um ciclo”. Parabéns por suas tão belas telas!
Sophia Christou 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: