Allegro

novembro 30, 2010 at 10:26 am (Coisas do Coração, Poemas)

De Adágio ao novo movimento

Picos que brilham e pulsam

Leves e intensos momentos

Allegro

Vivo e presente

De presente

Canto o lírico

De nós  Andante

 

Sophia Christou

Anúncios

Link permanente Deixe um comentário

Versos

novembro 29, 2010 at 10:58 pm (Coisas do Coração, Vídeos)

Versos meus
Versos teus
Versos teus
Versos meus

Respostas perdidas no tempo
Que há tempos esperamos por
Respostas
Eram em si caminhos de idas e vindas
Velados de nós

Na chuva que escorria em nossa face
Levando o nosso beijo
Na tinta que escorria em metáforas
Guardando nosso desejo

Sophia Christou

Link permanente Deixe um comentário

Nunca

novembro 29, 2010 at 10:57 pm (Coisas do Coração, Outros)

“…Nunca
Quando a gente perde a ilusão
Deve sepultar o coração
Como eu sepultei

Saudade
Diga a esse moço por favor
Como foi sincero o meu amor
Quanto eu o adorei
Tempos atrás…”

Lupicinio Rodrigues

“…No nosso idioma o advérbio de tempo, não tem a distinção entre ‘definido’ e ‘indefinido’ como no inglês, por exemplo.
Tratamos como algo que está na linha do tempo messssmo!
…Ou, que definitivamante não está, como o ‘NUNCA’.
Há ainda os advérvios de interrogação, mas não é o caso deste…
Talvez poderíamos considerar este como sendo um de dúvida/interrogação”?” Sim, o ‘ TALVEZ’ é considerado assim…

…Mas o ‘NUNCA’… de tempo.
Sem tempo de ser nunca?
Puxa…

‘NUNCA’ é tempo demais!!!

Sophia Christou

Link permanente Deixe um comentário

Iluminai

novembro 28, 2010 at 8:03 pm (Hinos, Outros)

 

 

Oh! Senhor iluminai, iluminai, iluminai

Me eleva nas alturas, nas alturas, nas alturas

Para eu ver brilho celeste, brilho celeste, brilho celestial

Para eu saber me orientar, me orientar, me orientar

Sou Um Contigo Divina Luz, Divina Luz, Divina Luz

É um primor, paz e firmeza, é um primor de realeza!!!

Prem Baba

 

Link permanente Deixe um comentário

Pela Verdade

novembro 28, 2010 at 7:30 pm (Mantras)

 

 

Link permanente Deixe um comentário

Imagine

novembro 27, 2010 at 9:43 am (Coisas do Coração, Vídeos)

Gosto muito de prestar atenção nos sinais e nas sincronicidades das coisas… Ouvir uma música dessas num momento especial, pra mim não é qualquer coisa… é um recado dos céus!

Que diz que existe apenas o Presente, o Agora, para vivermos da melhor forma, para estarmos inteiros onde estivermos!

Sophia Christou

Link permanente Deixe um comentário

Lumem

novembro 27, 2010 at 9:41 am (Coisas do Coração, Vídeos)

Danço, meus braços soltos pelo ar
Em busca de ti, de te acariciar
Serpenteio nossas energias ainda unidas
Visito o templo que visitamos
Como estivesse ainda, dentro em mim

Oferto a ti o amor que me transborda
Ainda com teu próprio perfume
No cume do pulsar de nossos corpos
Vou e volto em nosso lumem

Sophia Christou

 

Link permanente Deixe um comentário

Poesia sem palavras

novembro 26, 2010 at 4:58 pm (Coisas do Coração)

A poesia que se fez do beijo de nossas palavras
Caladas e contidas

Não mais de nós escondidas, ao presente, logo, inteiro
Colamos os nossos corpos na poesia de nossas vidas

E em versos de perfume e dança
Fixamos sem palavras, apenas de olhar em lança
A eternidade num momento

Sophia Christou

Link permanente Deixe um comentário

É o que me interessa

novembro 26, 2010 at 9:23 am (Coisas do Coração, Outros, Vídeos)

Daqui desse momento
Do meu olhar pra fora
O mundo é só miragem
A sombra do futuro
A sobra do passado
Assombram a paisagem.

Quem vai virar o jogo
E transformar a perda
Em nossa recompensa
Quando eu olhar pro lado
Eu quero estar cercado
Só de quem me interessa.

Às vezes é um instante
A tarde faz silêncio
O vento sopra a meu favor
Às vezes eu pressinto e é como uma saudade
De um tempo que ainda não passou
Me traz o seu sossego
Atrasa o meu relógio

Acalma a minha pressa
Me dá sua palavra
Sussurra em meu ouvido
Só o que me interessa.

A lógica do vento
O caos do pensamento
A paz na solidão
A órbita do tempo
A pausa do retrato
A voz da intuição
A curva do universo
A fórmula do acaso
O alcance da promessa
O salto do desejo
O agora e o infinito
Só o que me interessa.

Lenine

“…A voz da intuição
A curva do universo
A fórmula do acaso
O alcance da promessa
O salto do desejo
O agora e o infinito
Só o que me interessa.
…”

Link permanente 1 Comentário

Solidão e Presença

novembro 25, 2010 at 12:27 am (Coisas do Coração, Outros)

Solidão não é a falta de gente para conversar, namorar, passear ou fazer sexo…
Isto é carência.

Solidão não é o sentimento que experimentamos pela ausência de entes queridos que não podem mais voltar…
Isto é saudade.

Solidão não é o retiro voluntário que a gente se impõe, às vezes, para realinhar os pensamentos…
Isto é equilíbrio.
Solidão não é o claustro involuntário que o destino nos impõe compulsoriamente para que revejamos a nossa vida…
Isto é um princípio da natureza.

Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado…
Isto é circunstância.

Solidão é muito mais do que isto.
Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em vão pela nossa alma…

Francisco Buarque de Holanda 

…Presença é quando sentimos o outro sem ver
Quando conhecemos sem ter visto
Quando o reconhecemos em nós, em todos os sentimentos e sentidos

É quando nos sentimos acolhidos, mesmo na distância
Quando respeitamos o tempo do outro sem cobranças
Quando fazemos de um momento a eternidade a nos pronunciar

Sophia Christou

Link permanente 1 Comentário

Next page »